ABNT NBR 10719: Relatório técnico e/ou científico

As normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) são um conjunto de normas específicas que buscam os princípios gerais para a elaboração e apresentação de um trabalho acadêmico, como dissertação, monografia, TCC, artigo científico, um relatório técnico, científico, dentre outros. A aplicação das normas ocorre de forma oportuna, onde os documentos estão sujeitos as determinações encontradas neste conjunto de regras. Entre as diferentes normas, hoje vamos falar sobre a NBR 10719.

Neste post, vamos falar sobre a ABNT NBR 10719 e o que você precisa saber para formatar de forma correta com base nesta regra da ABNT. Veja para que ela é utilizada e como prezar por essa norma quando sua utilização é cobrada. Veja tudo isso a seguir!

NBR 10719 em PDF para download: https://projetoacademico.com.br/wp-content/uploads/2019/11/nbr-10719-atualizada.pdf

Para que serve a NBR 10719?

Esta norma técnica é referente a elaboração e formatação de relatórios técnicos e/ou científicos. De acordo com essa NBR, um relatório técnico ou científico é um documento muito importante com a capacidade de descrever formalmente o progresso ou resultado de uma pesquisa no âmbito científico ou técnico. Mas, a NBR 10719 não funciona sozinha, e depende de outras normas para a elaboração de um relatório técnico ou científico. Dentre as normas, você encontra as seguintes NBRs atreladas:

  • NBR 6023, responsável pelas especificações das referências no processo de elaboração do documento;
  • NBR 6024, que cuida da numeração progressiva das seções em determinado documento escrito;
  • NBR 6027, responsável por especificações do sumário em um documento;
  • NBR 6028, que cuida do resumo em um documento;
  • NBR 6034, responsável pela formatação e elaboração do índice;
  • NBR 10520, responsável pelos parâmetros das citações em documentos;
  • NBR 10525, que cuida do número padrão internacional para publicações seriadas – ISSN.
*Fonte: Fábio Soares

Estrutura de um relatório NBR 10719

A estrutura de um relatório seguindo as especificações da NBR 10719 atrelada as demais NBRs já citadas, é dividida em duas partes: externa e interna.

  1. Na parte externa do relatório temos: a capa (opcional) e lombada (opcional).
  2. Em seguida, temos a parte interna do relatório, com elementos pré-textuais, como: folha de rosto (obrigatório), errata (opcional), agradecimento (opcional), resumo na língua vernácula (obrigatório), lista de ilustrações (opcional), lista de tabelas (opcional), lista de abreviaturas e siglas (opcional), lista de símbolos (opcional) e sumário (obrigatório).
  3. No desenvolvimento do relatório, temos os elementos textuais, como: introdução (obrigatório), desenvolvimento (obrigatório) e considerações finais (obrigatório), que também fazem parte da estrutura interna do relatório.
  4. Por fim, temos os elementos pós-textuais, também inclusos na parte interna desta estrutura, sendo eles: referência (obrigatório), glossário (opcional), apêndice (opcional), anexo (opcional), índice (opcional), formulário de identificação (opcional).
estrutura de um relatório científico NBR 10719

Anverso de um relatório NBR 10719

Os elementos desta sequência devem ser apresentados na seguinte ordem de ocorrência:

  1. Nome do órgão ou entidade especificados de forma correta. Será o nome do órgão ou entidade solicitante do relatório;
  2. Título do programa, projeto ou plano que este relatório faz menção;
  3. Título do relatório, sendo um título principal e um título específico para cada volume;
  4. Subtítulo do relatório, caso exista, deverá ser precedido por dois pontos (:), de forma a apontar sempre sua subordinação ao título do relatório, seja ao título principal ou aos títulos específicos em cada volume.
  5. Número do volume, caso exista mais de um volume, deverá aparecer em cada folha de rosto com as especificações de cada volume apresentadas em algarismos arábico;
  6. Código de identificação, caso ele exista, deverá ser formado pela sigla da instituição, pela indicação de categoria, pela indicação de assunto, e pelo número sequencial do relatório na série;
  7. Classificação de segurança, é determinada por órgãos públicos e privados responsável por desenvolver uma pesquisa considerada sigilosa ou não. São esses órgãos que deverão informar a classificação mais adequada de segurança de acordo com a legislação vigente sobre o assunto;
  8. Nome do autor, podendo ser o nome da própria instituição que solicitou o relatório. Se esse for o caso, então suprime-se o nome da instituição solicitante do relatório do campo de autoria;
  9. Local onde a instituição responsável pelo relatório se encontra. Em caso onde há cidades homônima, é recomendado acrescentar a sigla de unidade federativa;
  10. Data de publicação de acordo com o calendário gregoriano e apresentados em algarismos arábicos. 

Verso de um relatório NBR 10719

Os elementos do verso deverão seguir da seguinte forma:

  • Equipe técnica, sendo esse um elemento opcional, irá indicar a comissão responsável pelo estudo, os colaboradores, e toda a coordenação geral entre outros. O título com a qualificação e função do autor deverão ser incluídos, pois, irão indicar sua autoridade no assunto.
  • Dados internacionais de catalogação, realizados na publicação, sendo um elemento opcional, também deverá conter os dados específicos da catalogação-na-publicação, de acordo como o sistema de Código de Catalogação Anglo-Americano em vigor. As informações contendo dados internacionais de catalogação-na-publicação deverão ser apresentados de forma obrigatória, caso não seja utilizado o formulário de identificação.

Errata

A errata é um elemento opcional, mas quando utilizada, deve ser incluída junto a folha de rosto, constituída pela referência da publicação, além do texto da errata. Uma errata de relatório NBR 10719 deverá ser apresentada em papel avulso, podendo ser papel encartado. Essa folha deverá ser acrescida ao relatório assim que impresso.

Exemplo de Errata:

Uller, Reinaldo; Gouveia, Oswaldo. Coordenação de estudos sobre os elementos corrosivos gerados pela produção e utilização do ácido sulfúrico: relatório parcial elaborado em 16 de agosto de 2009. São Paulo: FTI, 1982

Folha Linha Onde se lê Leia-se
32 3 Publicação Publicação

Agradecimentos

Um elemento opcional, os agradecimentos deverão ser apresentado após a errata caso ele seja utilizado.

Resumo em língua vernácula

Esse é um elemento obrigatório, e deverá ser utilizado no relatório conforme os parâmetros da NBR 6028.

Lista de ilustrações

Sendo este também um elemento opcional, os elementos ilustrativos deverão ser listados conforme a ordem lançada na obra. Cada item deverá ser designado por seu nome específico, com o respectivo número da página ou folha. Se necessário, recomenda-se listar todos os tipos de ilustrações, sejam elas desenhos, fotografias, esquema, fluxograma, planta, organograma, mapa, dentre outros.

Lista de abreviaturas e siglas

A lista com as abreviaturas é um elemento opcional em um relatório NBR 10719, mas se utilizada, deverá fazer uma indicação das siglas e abreviaturas em ordem alfabética que foram utilizadas no relatório, e que deverão ser seguidas de outras palavras grafadas por extenso apontando o significado de tal sigla ou abreviatura.

exemplo lista de abreviaturas
exemplo lista de siglas

Fonte: https://www.senacrs.com.br/pdf/Manual_NBR_10719-2011_versao_2014.pdf

Exemplo de abreviatura e sigla em um relatório NBR 10719:

ABNT         Associação Brasileira de Normas Técnicas

Fil.              Filosofia

Inmetro      Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *