Hipótese TCC: veja como fazer, dicas, exemplos e nossas sugestões

Hangout 100% grátis, aprenda como fazer o seu TCC em apenas 7 dias e sem complicações. Aula Gratuita

Aqui vamos lhe ajudar a escrever a hipótese do TCC de maneira fácil e rápida. Aprenda como elaborar a sua hipótese de forma correta, siga o artigo e veja os vídeo indicado.

 

A hipótese do TCC. O que é?

Basicamente, quando se fala em escrita acadêmica e texto acadêmico, as hipóteses visam responder à pergunta levantada pelo problema da pesquisa.

Esta parte é de suma importância para o TCC, para delimitar o campo de estudo, instigar a investigação sobre o tema e deve sempre seguir as normas da ABNT para trabalhos.

 

Como se faz?

Primeiro pense qual o objetivo do seu trabalho, ou seja, a pergunta que ele vai responder.

Então escreva as possibilidades que possam gerar investigação sobre o tema que você escolheu.

Você deve escrever em forma de perguntas, perguntas essas que explicarão de forma provisória os resultados do seu trabalho.

Vale lembrar que a hipótese em trabalhos acadêmicos não são fixas, elas podem ser descartadas ou validadas ao longo da pesquisa, bem como podem ser adicionadas outras que sejam relevantes.

De acordo com as normas da ABNT para trabalhos, a função central da hipótese em uma pesquisa é testar se suas perguntas foram respondidas ao longo do trabalho.

Ou seja, você deve comprovar se suas hipóteses estavam certas ou erradas.

estrutura de uma hipótese para TCC

 

Qual a função das hipóteses?

Escrever a hipótese do TCC têm a importante função de fornecer respostas para as perguntas da investigação.

Elas buscam respostas para a pergunta central do trabalho, o problema. Se você está com dificuldade para elaborar o problema, veja em nosso artigo com algumas dicas.

Uma hipótese bem-feita, bem elaborada, é aquela passível de ser comprovada ao longo da pesquisa, feita em escrita acadêmica formal.

 

O que acontece com as hipóteses ao longo do trabalho?

A ciência, por definição, é uma constante mudança, que se adequa a novas tecnologias e inovações.

As afirmações do pesquisador, ou seja, suas hipóteses, podem e devem ser confrontadas.

Portanto, ao elaborar a hipótese em trabalhos acadêmicos tenha sempre em mente que:

  • As hipóteses podem ser desqualificadas ao longo da pesquisa;
  • A desqualificação dela não necessariamente desqualificará seu trabalho;
  • A coleta de dados do seu trabalho é o que dará respaldo para as hipóteses elaboradas;
  • Escrever a hipótese do TCC sempre com base na ciência, nunca no “achismo”.

 

Características de uma boa hipótese em trabalhos acadêmicos

Ao escrever a hipótese do TCC pense que elas podem ter características próprias, e estas definem a qualidade delas. Veja abaixo:

  • Hipótese suposta: Uma boa hipótese é sempre uma suposição, ou seja, se você tiver certeza da resposta, deixa de ser uma hipótese;
  • Hipótese provável: Ser dotada de probabilidade também é uma característica de uma boa hipótese;
  • Hipótese provisória: Não necessariamente as suas hipóteses precisam ser confirmadas ao longo da pesquisa;
  • Hipótese testável: Uma hipótese bem elaborada deve ser passível de testes e de verificações;
  • Hipótese com base científica: Sempre voltada para a pesquisa, evitando o popular “achismo”
  • Hipótese dotada de lógica: Compatibilidade com lógica também é essencial numa boa hipótese;
  • Hipótese com caráter explicativo: Sua hipótese deve ter uma relação entre a suposição criada e o assunto a ser abordado no trabalho.

 

Além destas características, a hipótese deve ser:

  • Uma afirmação: Hipótese deve ser sempre afirmativa, nunca um questionamento;
  • Simples: Escrita em linguagem simples e direta de forma a expressar seu objetivo;
  • Sujeita a negação: Uma hipótese sempre estará passível de negação.

 

Dicas infalíveis para escrever hipóteses perfeitas!

Seguindo os quatro passos abaixo você conseguirá uma hipótese bem formulada, de acordo com as normas da ABNT para trabalhos:

  1. Propor uma resposta para sua pesquisa;
  2. Explique o porquê dessa resposta;
  3. Junte os dois primeiros itens numa única frase;
  4. Faça um apanhado geral do texto de acordo com as características das hipóteses apresentadas no item anterior.

 

Procure também dar enfoque para as questões abaixo ao escrever a hipótese do TCC:

  • A construção da hipótese deve ser um conceito exato, explicado por definições operacionais e manuais;
  • Escreva em forma de sentença declarativa, nunca com linguagem duvidosa usando sempre da escrita acadêmica formal;
  • Procure ser bem específico e use referências empíricas;
  • Sua hipótese deve sempre estar vinculada ao método escolhido para a pesquisa e a técnica utilizada;
  • Estabeleça relação entre duas variáveis ou mais que você julgar relevantes;
  • Texto simples e conciso;
  • Nunca entrar em contradição com o enunciado da hipótese;
  • Não faça uso de termos subjetivos ou que incitem julgamentos pessoais (ruim, bom, mal, pouco, muito, etc…);
  • Uso de linguagem acadêmica.

Lembre-se sempre de consultar as normas da ABNT para trabalhos acadêmicos quando tiver dúvidas.

 

Negações de uma hipótese

Conforme anteriormente dito, uma das qualidades de uma boa hipótese é a capacidade da mesma ser refutada ou mesmo negada.

De acordo com o tipo a negação percebe uma funcionalidade específica:

  • Negação empírica: é quando refuta uma hipótese de cunho empírico, ou seja, com base em fenômenos observados e quantificados;
  • Negação teórica: é aquela que foi refutada após pesquisa, bibliográfica ou teórica, que não comprovou a hipótese apresentada.

Portanto, não fique inseguro(a) caso alguma de suas hipóteses seja negada e/ou refutada, isso não acarretará prejuízo na sua nota, pois esta é uma das funções, a comprovação ou não da hipótese apresentada.

 

Qualquer tipo de pesquisa tem uma hipótese?

A resposta é não. Como existem variados tipos de pesquisas, algumas apenas de caráter exploratório, seu objetivo é exatamente abrir espaço para construção de hipóteses.

Em pesquisas de doutorado geralmente busca-se apresentar evidências novas, ideias inovadoras ou mesmo chegar à conclusão de que algo não existe, ou se extinguiu.

Já em dissertações de mestrado o foco principal são pesquisas exploratórias cujo intuito é apresentar uma síntese de uma teoria com criticidade, ou mesmo problematizando certo tipo de prática.

Numa pesquisa de caso, que é basicamente uma pesquisa de cunho exploratório, não é comum a o hábito de escrever a hipótese, pois o foco é a observação e análise histórica de informações pré-coletadas.

 

Testando sua hipótese:

Como a finalidade da hipótese em trabalhos acadêmicos é ser testada, durante o curso da sua pesquisa você terá que provar se sua hipótese se provou verdadeira, ou até mesmo se ela foi inverídica ou refutada.

A sua hipótese deve ser mensurada ao longo da pesquisa de acordo com o seu interesse e sugestões do orientador.

Apenas lembre-se de não preconceber suas hipóteses com resultados já obtidos, pois algumas vezes o acadêmico tende a condicionar a hipótese de maneira que o resultado lhe seja favorável.

Por isso alguns orientadores não recomendam o uso de hipóteses nos trabalhos acadêmicos. Na dúvida, consulte sempre seu orientador.

 

E agora, ficou mais fácil redigir suas hipóteses?

Apesar de ser um aspecto dos trabalhos acadêmicos que causa inúmeras dúvidas você pode perceber que com as dicas deste artigo tornou-se uma tarefa infinitamente mais fácil.

Acesse nosso blog, Projeto acadêmico e tire suas dúvidas sobre outros aspectos do TCC.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

logo abnt

Quer um modelo de TCC com as normas ABNT já configuradas?

Modelo já com todas as configurações ABNT. Baixe agora >>