Ficha Catalográfica TCC (ABNT): o que é, como fazer, exemplo e modelo

Hangout 100% grátis, aprenda como fazer o seu TCC em apenas 7 dias e sem complicações. Aula Gratuita

Neste artigo iremos esclarecer todas suas dúvidas sobre o que é a Ficha catalográfica do TCC e como fazê-la.

Que elaborar um TCC é algo difícil e trabalhoso, você já sabe.

Que um TCC precisa de elementos básicos como: capa, introdução e considerações finais, você sabe disso também.

Mas você sabe o que é a Ficha catalográfica do TCC? Não?

Este artigo te ensinará as regras para elaboração da Ficha catalográfica, passo a passo! Vamos lá?

topo ficha catalográfica

 

O que é a Ficha catalográfica do TCC?

Ao fazer o TCC dúvidas surgem e isso é absolutamente natural. Uma delas é sobre a Ficha catalográfica do TCC, o que ela é e para que serve.

A ficha catalográfica do TCC é a parte do trabalho onde constam as informações bibliográficas necessárias que possibilitam identificar um determinado livro, ou qualquer outro documento no acervo bibliotecário.

Aqui você encontra informações sobre as partes de um TCC.

Ela é de absoluta serventia, já que além de auxiliar a localizar um livro ou outra bibliografia, é utilizada para elaboração de análises e/ou interpretações de dados coletados e tabulados em uma pesquisa de caráter bibliográfico.

Geralmente uma ficha catalográfica é utilizada em um catálogo de biblioteca que apresenta uma descrição bibliográfica, um ponto de acesso e um número de chamada da referida obra.

Para você entender melhor a função da descrição bibliográfica: ela possui informações importantes sobre o documento apresentado pela ficha catalográfica, de acordo com o tipo de bibliografia (livro, periódico, trabalhos acadêmicos, etc…).

No caso de um livro, por exemplo, a descrição bibliográfica traz informações como: o título do livro, o nome do autor (ou autores), o número da edição, o local de publicação, o nome da editora ou órgão publicador e a data de publicação da obra.

 

Ficha catalográfica segundo a ABNT

A Ficha catalográfica deve ser feita sempre de acordo com as normas da ABNT para trabalhos acadêmicos, que define ser necessário uma ficha para cada livro ou documento.

Ela deverá ser confeccionada com a margem esquerda em parágrafos preestabelecidos e a direita em parágrafos livres.

A fonte utilizada é Times New Roman ou Arial, fontes padrão das normas da ABNT para trabalhos acadêmicos. O tamanho é 12,  o espaçamento é simples.

O tamanho da ficha catalográfica também segue estritas normas em relação ao tamanho: 7,5 centímetros x 12,5 centímetros. Quando houver muitas informações, de forma que este espaço torne-se insuficiente, é recomendado pela ABNT que seja diminuído para 10 o tamanho da letra.

O número de classificação deve estar disposto na folha à direita, no final da ficha. O cutter (tabela de códigos que indicam a autoria de uma obra literária e é utilizada para classificar livros em bibliotecas) por sua vez, virá localizado a 1 cm da margem esquerda e o autor, logo em seguida a 2 cm.

A ficha catalográfica do TCC sempre estará localizada no verso da folha de rosto, com texto centralizado e disposto na metade inferior da página.

As fichas catalográficas são obrigatórias em todas as publicações, conforme prevê a Lei Federal de número 10.753/03[1], chamada comumente como “Lei do Livro”.

Isso aumentou o interesse por formação acadêmica em biblioteconomia.

Uma curiosidade é que a procura por bibliotecários capacitados para elaborar fichas catalográficas cresceu enormemente no Brasil, após a criação da referida lei.

Ficha catalográfica abnt

 

Outros detalhes da Ficha catalográfica do TCC

As regras para elaboração da Ficha catalográfica, são bastante minuciosas e específicas, portanto, explicaremos item por item:

  • AUTORIA: Para escrever a autoria, faça nesta sequência: último sobrenome do autor, vírgula, espaço e encerrando com o nome e o prenome sem ponto. Exemplo:

Azevedo, Cláudia Malvina, 1980- A994o A origem e a evolução da alta costura / Cláudia Malvina Azevedo. – 2006. 


 

  • TÍTULO E IMPRENTA: transcreve-se na totalidade, na direção da quarta letra após o sobrenome do autor da obra. Caso haja subtítulos, este precisa vir invariavelmente após o título, precedido por dois pontos. As informações complementares (caso haja) prosseguem na direção da primeira letra do sobrenome do autor. Após o título faça na seguinte ordem: espaço, barra (/), espaço, nome do autor em ordem direta, ponto, travessão (-), espaço, a data do trabalho e ponto. Exemplo:

A474i  Alves, Ricardo de Carvalho Moura

O impacto emocional de um diagnóstico de Parkinson /      

Ricardo de Carvalho Moura Alves. − 2009.

197 f. : il.


 

  • DESCRIÇÃO FÍSICA: inicia na quarta letra do sobrenome do autor. Esta parte da ficha catalográfica traz os dados complementares que visam descrever o trabalho apresentando o número total de páginas e ilustrações (quando houver).

O número de folhas deve ser feito em algarismos arábicos, seguido de espaço, a letra f (minúscula, representando a palavra folha), ponto, espaço, dois pontos, e a abreviação il (representando a palavra inclui – para o caso de haver tabelas e figuras), seguida por ponto. Exemplo:


85 f. : il.


 

  • NOTAS: você deverá pular uma linha e iniciar na quarta letra do sobrenome do autor. Escreva na nota a palavra Monografia, Dissertação ou Tese, para identificar o tipo do trabalho que se refere, para após, entre parênteses informar qual o título objetivado com o trabalho, seguido por espaço, hífen (-), novamente espaço e o nome da instituição formadora seguido por vírgula (,), espaço, nome do departamento (quando se fizer necessário), vírgula novamente, espaço, constar o local (quando for o caso), vírgula, a data em que a defesa foi apresentada e ponto. O nome do orientador deverá ser informado em ordem direta, na seguinte ordem: orientação, dois pontos (:), espaço, partindo da quarta letra do sobrenome do autor. Exemplo:

Tese (Doutorado em Física) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS, 2008.

Orientação: Prof. Dr. Luiz Antônio Alves.


 

  • PISTA: Precisa indicar os assuntos e/ou descritores invariavelmente precedidos por algarismos arábicos. Deve iniciar na quarta letra, seguindo esta sequência: numeral, ponto e após o espaço. Lembre-se de anexar as outras informações relevantes precedidas pelos algarismos romanos. Sempre seguirá nesta ordem: assunto geral, assunto específico, título. Exemplo:

Síndrome do pânico. 2. Psicologia. 3. Saúde mental. I. Título.


 

Após esta leitura ficou bem mais fácil elaborar a ficha catalográfica do TCC?

Ela segue regras bem específicas, mas seguindo as dicas do nosso artigo você fará a sua ficha sem dores de cabeça!

Se este artigo te ajudou, acesse nosso site, o Projeto Acadêmico, que temos mais opções de textos voltados para elaboração e auxílio para a escrita do seu TCC.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on email

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

logo abnt

Quer um modelo de TCC com as normas ABNT já configuradas?

Modelo já com todas as configurações ABNT. Baixe agora >>